segunda-feira, 4 de outubro de 2010

PASTORES MALVADOS


Pastores(a) não podem amaldiçoar.

Pastores(a) não possuem prerrogativas exclusivas da divindade. Quem são estes? Que se alto intitulam representantes de Cristo na terra. Não Tem o poder de ligar e desligar dos céus. Tal pratica dentro de algumas “igrejas” se é que se pode chamar de “igrejas” é no mínimo coação, para não chamarmos de abuso de autoridade.

Chamar de REBELDE um membro pelo fato de como pessoa livre, (que possui direitos inviolável, como o de ir e vir), porque visitou uma outra denominação é constrangedor.
Pastor que proíbe, amaldiçoa, coage, sabe que seu ministério vai a bancarrota espiritual.

Estes sofrem de distúrbios, e alguns são até sociopatas. Falam o que querem não se importam com a verdade, apenas com o seu narcisismo exacerbado, só eles são os heróis, e os seus opositores são sempre maus e culpados por tudo. Valem-se de mentiras ou de meias verdades, manipulam quem querem usando a Palavra de Deus. Buscam unicamente poder e lucros pessoais, Manifestam de maneira superficial suas emoções, além de uma falsa demonstração de cuidado que não passam de um mero teatro.

O membro tem o DEVER de participar das atividades de sua denominação, mas a coação pelo fato de ir visitar uma outra denominação é no mínimo vergonhos(a).

O que dizer dos assuntos pertinentes a congregação, que deferiam ser tratados no gabinete pastoral, e são tratados no púlpito pelo então pastor(a).

Sem levar em conta os malfeitores (ladrões) que surrupiam todo o povo. Homens inescrupulosos cujo deus é o ventre. Estes(a) que transformaram a igreja em covis de mal feitores.

Entende-se por pastor(a) aquele(a) que ama suas ovelhas, que a visita, que não faz acepção por conta da importância da sua contribuição. Um pastor(a) de verdade cuida das suas ovelhas independentemente se estas estão ou não dizimando. O pastor(a) sabe o preço de seu chamado e é apaixonado por isto; não terceiriza o seu ministério; dedica-se a pregação da Palavra e busca com empenho aprende-lá. Ser pastor é imantar os que estão a sua volta fazendo com que estes almejem tal ministério. Ser pastor(a) é tentar conduzir as ovelhas perdidas ao aprisco do supremo Pastor, mesmo com o risco da própria vida, sabendo que algumas até se perderão pelo caminho. O que não pode é o pastor(a) deixar de buscar aquele a quem Jesus insiste em salvar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.