sábado, 26 de novembro de 2011

PRIMEIRO DEUS




Pr. Jorge Linhares
  
Não há duvida de que Deus deve estar em primeiro lugar. Logo, o nosso compromisso com Ele deve ser levado muito a sério.
   
O versículo que ilustra bem a conversão de uma pessoa é este: “Se, com a tua boca confessares a Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Rm 10.9
   
É como um contrato firmado entre duas partes. De um lado, o homem perdido; o que lhe cabe é confessar publicamente que Jesus é seu Senhor e acreditar na ressurreição de Cristo. Do outro lado, Deus, que se compromete a dar-lhe a salvação.
   
Se eu sou convertido, eu também sou um comprometido, eu fiz uma aliança com o Senhor e ele comigo.
A partir do nosso encontro com o Salvador, tudo em nossa vida muda. Daí em diante, as coisas de Deus devem vir em primeiro lugar. Passamos a ser:
“...Raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus.” (I Pe 2.9)

E para que?
   
Para proclamarmos as virtudes daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.

Temos para com Deus um compromisso de vida. Esse contrato foi assinado com sangue. Ao morrer na cruz, Jesus confirmou a nova e definitiva aliança.
   
A nós cabe obedecê-lo em tudo, viver em santidade, enfim, fazer a sua vontade.
   
Lembro-me bem de quando entrei para a faculdade. Eu não deixei claro desde o inicio que eu era cristão.
Como não expus logo minha fé, passei por muitos constrangimentos. Meus colegas contavam piadas imorais para mim. Logo já estava participando de rodinhas.
   
Um dia, porém, depois de sofrer todo o primeiro mês de aula, reconheci qual era o meu problema. Eu me sentia envergonhado de ser crente. Então eu resolvi tomar uma posição e levei o Senhor a sério. Assumi um compromisso com Jesus.
No dia seguinte, cheguei mais cedo à faculdade e coloquei em cada carteira um Evangelho de João e um folheto “Onde você passará a eternidade?”.    

Quando os meus colegas chegaram, quiseram saber qual o louco que fizera aquilo. Perguntaram:
   - Quem espalhou esses folhetos?
   - Eu, Jorge, amigo de vocês. Eu quero me desculpar por não ter revelado antes que sou cristão.
   
Eu me envergonhei de Jesus, mas agora eu declaro publicamente: eu sou de Cristo!
   
Daquela posição vacilante que eu ocupara desde o inicio das aulas, passei a líder. Eu assumi todas as lideranças possíveis dentro da faculdade. 
Isso só aconteceu porque eu glorifiquei a Deus. Eu o coloquei em primeiro lugar.
   
Cada homem, mulher, jovem ou criança deve colocar seu compromisso com o Senhor em primeiro lugar.
   
Certamente isso será um testemunho de vida para todos os que estão à sua volta. Entretanto deve vir do coração, deve haver sinceridade, pois Deus conhece o íntimo de cada um.Um comprometimento sincero com o Senhor produz um relacionamento muito estreito de amizade com Ele. 
   
O compromisso que assumimos com Deus deve nortear nossa vida. Ele deve estar acima de tudo.

domingo, 6 de novembro de 2011

Evitando a tragédia no lar.

Tema: Evitando a tragédia no lar. I Sm.25:2-3.
 

• A importância da mulher como instrumento preventivo, pacificador, prudente que evita o mal dentro de sua casa.
 

A Palavra nos diz: “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto” Is.55:6.
 

• Buscar quer dizer ir ao encontro. Enquanto se pode achar, quer dizer: antes que o trágico aconteça.
 

• Você pode plantar bênçãos na vida de seus filhos. Sementes para a vida eterna.
 

• Você mulher, ou você pai, não pode ficar de braços cruzados, passivos, vendo seus filhos sendo tragados por satanás e ficar somente esperando em Deus.
 

• Há pessoas que são especialistas em construir muros: vivem erguendo barreiras entre aqueles com os quais convivem, com os quais trabalham, com os quais estudam, com os quais congregam. Não é sem razão que, de um modo geral, tantas crises façam parte das relações humanas.
 

• Mas, hoje, vamos ler sobre uma mulher que era especialista em construir pontes. 

O seu nome? Abigail. Além de linda, ela era sábia, muito sábia.
 

I – O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE ABIGAIL
 
Abigail – significado, Prazer e alegria do Pai.
a) Coragem: Bravura diante do perigo.
b) Determinação: Pessoa decidida
c) Persistência: Perseverança
 

1) Uma notícia terrível: V.14 - 17 Nabal ignorou o favor de Davi e de seu grupo.
2) Uma decisão prudente: V. 18 - 20 Abigail, depois de ser avisada do perigo a que seu marido havia exposto toda a família, apressou-se para reverter a situação.
 

• Além de bela, Abigail era muito sábia. O seu gesto de enviar a sua frente algo para Davi e sua gente comerem e beberem serviria para apaziguar aqueles homens dominados pela cólera e pela amargura.
 

3) Abigail pediu perdão a Davi. V.23 - 28
4) Uma mudança imediata: V.32 - 35 Davi, então, voltou atrás no seu voto.
5) A justiça divina: V.36- 38 Essa volta de Abigail para o marido é incrível. Ela não estava voltando para um marido generoso, carinhoso, tranquilo, mas para um marido mesquinho, grosseiro e irascível.


II – LIÇÕES DA VIDA DE ABIGAIL
 

1. Procuremos resolver os conflitos interpessoais com urgência.
 

O senso de urgência de Abigail fica evidente na narrativa (I Sm 25:18,23,34)
Assim que soube, pelo seu servo, das resoluções do coração de Davi, Abigail apressou-se para apaziguá-lo e pacificá-lo.
 

2. Procuremos resolver os conflitos interpessoais com prudência.
 

Abigail não tinha somente senso de urgência, mas tinha também senso de prudência. A sua prudência pode ser vista, principalmente, no seu jeito de falar. Seis vezes chamou a si mesma de “tua serva” (I Sm 25:25,27,28,31,41), e oito vezes chamou a Davi de “meu senhor” (I Sm 25:25-27,31,41). A sua fala era humilde e tranquila. 

3. Procuremos resolver os conflitos interpessoais com paciência.
 

CONCLUSÃO
 

V.31 Então, meu senhor, não te será por tropeço, nem por pesar no coração, o sangue que sem causa derramaste, nem tampouco por ter se vingado o meu senhor a si mesmo; e quando o SENHOR fizer bem a meu senhor, lembra-te então da tua serva.

Deus quer que eu você sejamos um pacificador(a), ou seja, alguém que atua restaurando e fortalecendo relacionamentos. Antes, porém, de agir numa situação conflituosa, ore a Deus, pedindo a sabedoria do alto, que é pacífica.

ATÉ AQUI NOS AJUDOU O SENHOR

ATÉ AQUI NOS AJUDOU O SENHOR - I Sm.5:1-2; 7:12.
 

DEVEMOS GARANTIR QUE AS VITÓRIAS QUE DEUS NOS DÁ JAMAIS SERÃO ESQUECIDAS.
 

• Batalhas travadas no passado precisam ser vencidas hoje.
O Cap. 7 de I Samuel vai muito além de uma vitoria sobre os filisteus, é um capitulo de restauração espiritual.
V.2 – durante 20 anos. Foram 20anos de fracassos e derrotas.
 

• Igreja! Deus não nos fará prosperar no erro.
EBENÉZER é um memorial de exaltação diante dos nossos inimigos.
Sl.20:7 Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR nosso Deus.
Sl.37:24 Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o SENHOR o sustém com a sua mão.
Prov.24:16 Porque sete vezes cairá o justo, e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal.
Mq.7:8 O inimiga minha, não te alegres a meu respeito; ainda que eu tenha caído, levantar-me-ei; se morar nas trevas, o SENHOR será a minha luz.
 

V.3, 4 – Os maiores ídolos de um homem não são os que se adoram em um templo. Mas, os que habitam em seu coração.
 

V.5 – Não se esqueça de quem você é, e de quem você serve.
I Sm.3:19 E crescia Samuel, e o SENHOR era com ele, e nenhuma de todas as suas palavras deixou cair em terra.
 

V.7-9 – a igreja de Cristo não sairá deste mundo em humilhação e derrota.
Êx.14:14 O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis.
 

V.10,11 – o que Deus fará por você será algo extraordinário.
 

• O seu milagre nesta noite e algo personalizado, tem seu nome nele.
 

V.12 - Em lugar de vergonha haverá dupla honra.

I - AQUELA PEDRA ERA UM MARCO DE VITÓRIA.
 

Ilustração: "Marcos de vitória" são como um título de campeão de um torneio esportivo que, uma vez conquistado, nunca mais pode ser tomado.

II - AQUELA PEDRA ERA UM ALTAR DE GRATIDÃO.

III - AQUELA PEDRA ERA UM TRAMPOLIM DE FÉ.
 

• As nossas experiências com Deus no passado são "trampolins de fé" donde podemos nos lançar nos braços de Deus, confiando nele de todo o nosso coração, como crianças que se jogam nos braços do pai.
 

IV- JESUS A NOSSA ROCHA FIRME.
 

Isaías 28:16 “Portanto assim diz o Senhor Deus: Eis que ponho em Sião como ALICERCE uma pedra, uma pedra PROVADA, pedra PRECIOSA de ESQUINA, do FIRME FUNDAMENTO; aquele que crer jamais SERÁ ABALADO”.
 

Este texto aponta para o Senhor Jesus como pedra, rocha firme.
 

“... assentei em Sião uma pedra ...” Jesus está estabelecido como base na vida da igreja. Senhor dos senhores, Rei dos reis, cabeça da Igreja.
 

“... pedra já provada..” Jesus se fez homem, habitou entre nós , sofreu tudo aquilo que um homem podia sofrer. Foi perseguido e morto e moído por nós. Mas cumpriu todo o projeto do Pai, vencendo a morte — Ele é vencedor.
 

“...pedra preciosa...” Tudo o que a igreja tem, seu grande tesouro precioso é Jesus. Só Ele pode salvar.
 

“... pedra de esquina..”(ou pedra angular) – É a pedra colocada no ângulo de dois muros , fazendo a amarração, não deixando brechas. Jesus veio para nos unir ao Pai.
 

• Uma união firme e segura, removendo toda brecha gerada pelo pecado.
 

“... que está bem firme e fundada...” Ele é o fundamento da Igreja, no 
qual podemos construir, nossa vida espiritual.
 

“...aquele que crer, jamais será abalado” Aquele que tem Jesus na sua vida, como Pedra Preciosa de Esquina. Pedra provada e firme, não tem o que temer. A igreja fiel não se apressa, pois sabe em quem tem crido e espera no Senhor.