segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Quem Realmente é Morris Cerrulo



Por Leonardo Gonçalves



“Você não está vendo Morris Cerrulo. Você está vendo a Deus. Você está vendo a Jesus” Morris Cerullo

Certa vez, durante uma de suas pregações, Cerrulo se dirigiu aos ouvintes da seguinte forma: “Vocês dariam suas carteiras a mim – Diz “Deus” (sic) – e me deixariam ser o Senhor das suas carteiras? (...) Sim? Entao tragam suas carteiras e sejam obedientes à minha voz” (Morris Cerullo, Una palabra de Dios en la Convención Mundial de la Vida más profunda, marzo de 1982, p. 15).

Morris diz ter encontrado Deus aos oito anos de idade, quando foi guiado do orfanato por anjos, para encontrar o Senhor cara a cara no céu. Nesta ocasião, Deus lhe teria revelado que seria profeta e anunciaria o futuro. Foi ordenado ao ministério na Assembléia de Deus (EUA), e ficou conhecido por suas cruzadas de cura e milagres. No entanto, a autenticidade dos milagres produzidos é duvidosa. Sobre estes eventos de cura, o Evangelical Times, publicação de setembro de 1992, dizia o seguinte:

“A jovem Audrey Reynolds foi à cruzada de Morris Cerrulo em Londres. Ela creu que foi curada de uma anomalia no cérebro, deixou de tomar o medicamento e faleceu, vítima de um ataque cerebral. Sir Montague Levine, investigador de mortes violentas de Southwark, disse: ‘Foi uma tragédia ela ter ido a essa reunião e acreditar na cura. Fatalmente, isso a levou à morte”.

Talvez alguém possa dizer que o erro está na moça, por acreditar na cura antes de recebê-la. No entanto, é exatamente este tipo de fé que Morris e os demais pregadores da “Confissão Positiva” ensinam. Eles afirmam que todos os crentes já foram curados através do sacrifício de Cristo na cruz, e tudo que temos que fazer agora é rejeitar a enfermidade e decretar a bênção, mas o resultado nem sempre é encorajador.

Suas declarações são as mais heréticas possíveis. Ele defende, por exemplo, uma doutrina semelhante a dos mórmons, a qual afirma que os homens estão em um processo de evolução cujo ápice é se transformar em Deus. “Deus quer que sejamos como ele, e estamos crescendo em divindade. Deus é a meta da evolução [...] Você não está vendo Morris Cerrulo – Você está vendo a Deus. Você está vendo a Jesus”. (Morris Cerullo, “The End Time Manifestation of the Sons of God”, San Diego: Morris Cerullo World Evangelism, n.d.)

No ano passado, Morris desafiou os telespectadores a enviarem uma oferta de 900 reais para o ministério de Silas Malafaia, sob promessa de uma mega-unção financeira que entraria em vigor no primeiro dia do mês de Janeiro. De “brinde”, o generoso colaborador receberia a Bíblia da Batalha Espiritual e Vitória Financeira, cujos comentários são de sua autoria, e que basicamente ensinam como ficar rico ofertando grandes somas de dinheiro a destacados “pregadores” do evangelho.

De volta este ano, o profeta Cerrullo diminuiu o valor da “semente” (pois é assim que ele se refere às contribuições financeiras) para 610 reais, mas também retirou o “brinde”, com a intenção – segundo ele – de que o ofertante possa fazer a contribuição com uma fé legítima. A promessa desta vez é de que os ofertantes serão abençoados com riquezas e o Brasil entrará em um período de seis anos de grande abundancia.

Informações ainda não confirmadas dizem que Morris esteve recentemente pregando na Assembléia de Deus em Belém – a “igreja mãe”, à convite do pastor Samuel Câmara. Ao contrário do que pensam alguns pastores da Assembléia de Deus que defendem sua candidatura à presidência da CGADB, Samuel não é muito diferente de Silas Malafaia no que diz respeito a crenças heterodoxas e predileção por profetas de prosperidade.

Morris Cerrullo é dono de uma mansão avaliada em mais de 12 milhões de dólares, um gigantesco edifício onde ele mora em companhia da esposa. Seu meio de locomoção é um humilde Gulstream G4, aeronave avaliada em 300 milhões de dólares, e é certo que ele possui pelo menos três outros semelhantes. Mas ao contrário do que ele diz, sua riqueza não é resultado de uma semeadura milagrosa. Na verdade, Cerrulo assumiu os negócios de Jim Bakker, um evangelista televisivo que foi acusado de estupro e sentenciado à prisão em 1988.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.