sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A Mulher Samaritana. Jo.4.1-26.


O Texto a seguir é um retrato da verdade anunciada por Jesus, e a superficialidade da religião.

A Religião é um produto da mente humana, e as denominações evangélicas também o são. E, aquilo que do homem vem, com o homem se parece.

O Evangelho anunciado por Jesus, límpido e cristalino como a água é suficiente para mudar a história de vida de qualquer ser humano. Sem necessitar de qualquer mãozinha para o executar.

V.4- o fato de passar pela Samaria, não é um incidente isolado, circunstancial. Jesus precisava passava por lá, para mostrar àquela gente, o caminho da salvação, a misericórdia de Deus e a eqüidade do Reino.

V.7- Dar um pouco de água, era um gesto fraterno de hospitalidade. O dom de Deus é manifesto de acordo com o coração do homem.

V.8- Jesus precisava usar uma forma de abordagem mais eficaz. Para isso valeu-se dos elementos a seu dispor: o calor, o poço e a mulher com a vasilha.

V.10- O DOM DE DEUS. Referia-se às coisas espirituais e a mulher ficara presa aos aspectos materiais da água do poço de Jacó. Para a samaritana, naquele momento, água viva nada mais era que uma vasilha cheia de água fresca.

Jesus, através de palavras bem colocadas, começa a delinear o caminho da salvação:
a) quem beber a água... (a salvação)

b) que eu lhe der... (Jesus o único caminho da salvação)

c) não terá sede... ( de justiça, verdade e amor) Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. João 7:38

Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes. Isaías 44:3

d) fonte que jorra... (o termo da vida humana é a eternidade)

e) para a vida eterna... (conhecer a Deus para viver na sua verdade)

V.11- 14. Presa a aspectos culturais, sociais e de costumes, a pessoa humana mesmo no limiar do sobrenatural, demora a enxergar algo que está ali, bem grande, à sua frente.

V.15- Começa agora uma troca. É a troca da água de Jacó, insuficiente (o Antigo Testamento), a religiosidade, o ritualismo, pela água de Jesus, abundante, (o Novo Testamento).

V.16-18. Uma nova vida começa pelo arrependimento.

V.19-21. O arrependimento produz o avivamento. “Vejo que és profeta”.

O CONHECIMENTO É CRESCENTE, PROGRESSIVO E CONSISTENTE:
judeu; maior que Jacó; profeta; Messias; Salvador.

V.22-24. Trata-se da grande lição do cristianismo universal, que não mais ficará restrito a lugares de culto.

V.26- Sou EU quem falo contigo. (Jesus o verbo encarnado, o Deus Emanuel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.