quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Apaixone- se por seu ministério.


Heb.11.33-34. Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, 34-Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos.


Aprenda a olhar para o seu ministério pela ótica de Deus. A galeria dos heróis é nos exposta como exemplo de fé que supera a fraqueza. Estes personagens estão ali para nos incentivar a seguir na jornada da vida cristã, apesar de todas as nossas fraquezas.

As fraquezas tendem a nos levar ao desânimo, e a única maneira do obreiro ser um vitorioso, é aprender a depender de Deus em tudo o que faz, pois a coisa que Deus mais valoriza nos seus servos é a humildade seguida de quebrantamento.


• Volte a edificar um altar a Deus. Ilustração: As pedras do altar não podem ser lavradas.

• Prioridades precisam ser ajustadas. Não posso querer fogo se não re-edifico meu altar.

• A paixão é comparada ao fogo: intensa, forte, quente e envolvente. A paixão é arrebatadora não manda aviso que está chegando nem pede licença para entrar em nossas vidas.

• Muitos não alçam voo no seu ministério, e não chegam mais longe porque temem o envolvimento de entrega que há na paixão.


SE VOCÊ NÃO ESTÁ DISPOSTO A MORRER POR SEU MINISTÉRIO NÃO É ISSO QUE VOCÊ ACREDITA.


I – O lugar para onde Deus nos chama é o lugar onde encontraremos as nossas maiores realizações.


A vocação divina nunca foi uma sentença na vida de ninguém. A grande problemática da nossa vocação para o serviço e que sem uma paixão ela se torna cansativa. A causa de grandes fracassos do cristianismo contemporâneo está em estarmos desligados da noção de que fomos chamados e enviados por Deus. A maioria de nós tem se esquecido do poder sobrenatural existente na vocação de Deus em transformar pessoas comuns, como nós, e nos habilitar para mudarmos o mundo.
Esta é a missão que nos foi dada por Deus a de Manifestar neste tempo presente a Glória de Deus que há na eternidade. Mt.28.20; Mc.16.15-18.



E a certeza do meu chamado que me motiva e me faz crer. Is.43.1 "tu meu servo quem escolhi”... A nossa visão deve está concentrada neste foco.


A grandeza do seu ministério. Ef.1.19 “Grande é o poder que opera em nós”. Sua vocação combina dimensões sobrenaturais com dimensões terrenas.
E nos tira de uma vida de singularidade para uma vida de excelência. Rom.8.35-39.




II – A visão distorcida de um ministério nos leva a lugares áridos.



A glória dos querubins que brilhava sobre seus rostos servia para esconder a sua fraqueza! Eles tem pés de vaca. Ez.1.7 A glória que de Deus recebemos é depositada em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não nossa! 2ª Co.12.9 “Vaso sem ornamento é vaso sem honra” .


O profeta João batista começou seu ministério em um deserto. Precisava estar habilitado a lidar com os corações secos, para anunciar o arrependimento.



Jesus também foi levado para um deserto. Para vencer o diabo e mostrar que é a paixão de uma vocação que move um homem. Mt.4.4



Verdades a respeito do deserto. O deserto é um lugar de disciplina e é um lugar de libertação e não de salvação.



Deut. 8.2 E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o SENHOR teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não. 3 E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do SENHOR viverá o homem. 4 Nunca se envelheceu a tua roupa sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos.
O deserto tira de nós todo orgulho e vaidade, e nos ensina a vivermos sob a dependência e direção de Deus. Igreja! Deus não chamou ninguém aqui para morar no deserto. Porém, entenda foi no deserto onde Deus mais manifestou o seu poder sobre Israel.




III – Aqueles que são chamados sabem pra onde vão e onde querem chegar.


Não existe nada maior ou sobrenatural na vida daquele que foi chamado do que a revelação de sua chamada.


O seu ministério crente deve ser a manifestação do amor de Deus em ação. De saber que Deus escolheu você. O nosso ministério e maior do que “médicos sem fronteiras”.



Você é um médico dos aflitos. Você é um clinico geral que cuida das mazelas das almas dos perdidos. Você é o especialista da fé que leva uma palavra no meio do caos.



Apaixonar-se de novo pode ser mais satisfatório do que o primeiro amor.
A emoção passou, você amadureceu e agora mais do que nunca você sabe o que quer.


O amor é o incentivo mais fascinante do ministério. Nossas intenções e motivações estão entre os assuntos mais importantes do nosso ministério.
Um ministério sem a presença de Deus é uma piada.



O que nossas igrejas precisam são de pessoas visionárias. 2ºRs.6.17; de Pessoas que tiram seus olhos da horizontal e erguem seus olhos na Vertical. Sl.121.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.