sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Pastores Para Uma Nova Geração


Barna é Fundador e presidente do Barna Research Group, orador popular e grande conferencista. Ministra para pastores e lideres por todo o mundo.
Barna tem a confiança de jornalistas, executivos e ministros religiosos para interpretar a cultura dos dias de hoje.
Segundo Barna, liderança é processo de motivar, mobilizar, dar recursos e dirigir as pessoas a buscar, de modo entusiástico e estratégico, a visão de DEUS que um grupo adota em conjunto.
Os líderes habilitam as pessoas a serem genuinamente inspiradas pela única coisa que vale a pena levantar-se da cama todas as manhãs.
Sendo a visão de DEUS o oxigênio do Pastor. Sem ela, você pode sobreviver por algum tempo, mas eventualmente terá uma morte dolorosa.
Entendemos que ser um pastor para uma nova geração é preciso saber liderar. Tal compreensão nos capacita a determinar onde e como concentrar nossos esforços. Também precisamos entender que com pouquíssimas exceções os líderes possuem apenas uma aptidão.
Isto significa que um grupo só terá liderança completa e eficaz quando tiver líderes múltiplos, cujas aptidões são complementares. Claro que a implicação é que essa liderança não é um esporte solo, mas um esporte de equipe. Onde o pastor compreende sua aptidão. Uma nova geração precisa de novo ânimo e necessariamente de uma nova visão.
Visão não é algo abstrata, ambígua e mística. É uma chamada especifica e exclusiva a um indivíduo a quem DEUS confiou algo. A visão como objetivo é a força motriz que produz toda atividade, gerando uma influência no grupo e como conseqüência o resultado.
Toda visão passa a idéia de uma mudança, e de que não estamos perfeitos. Isto é nossa inclinação natural a resistir. Na realidade líderes sensatos usam o conflito para ajudar as pessoas a crescerem.
Liderança é a arte de ajudar as pessoas a crescer, capacitando-as a adotar uma visão e a buscá-la com energia e paixão. Tal processo exige muito mais que conversa; exige resoluta ação do líder pelos seus seguidores.
Sua qualidade de liderança depende mais do predicado de sua relação com DEUS do que da aplicação de talentos e recursos que Ele lhe deu para ter sucesso em liderar pessoas. O fracasso em progredir em uma fase impede nossa habilidade de vicejar na seguinte.
O pastor para essa nova geração deve ser antes de tudo um servo. Não há estudante maior que seu professor ou empregado maior que o patrão.
Liderar com vistas ao aplauso do mundo diz respeito a obter popularidade, ganhar dinheiro, assumir parte do mercado, deixar até mesmo um legado.
Liderar para Deus diz respeito a obedecer à sua visão e princípios. Esta não é desculpa para a falta de qualidade ou rebaixamento das visões. Nós o representamos em qualquer local que estivermos com o privilégio de liderar pessoas. Mas os resultados realmente é Ele que determina. É Ele que está no controle; não nós. É o Espírito Santo quem transforma as pessoas e as situações.
“Pessoas fracassam. Mas, não são fracassadas; o
Fracasso é algo subjetivo na vida daqueles que querem chegar ao alvo”(Rubesns Bastos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.